Dia 16
Data 16.02.20
Km do dia 87km
Km Acum. 3.793
Passeio em Paulo Afonso (BA)
Hoje fomos visitar a Usina Hidroelétrica de Paulo Afonso e os pontos turísticos da cidade.
Para a visita a Hidroelétrica só é permitida com um guia credenciado pela CHESF (Central Hidroelétrica do São Francisco), a nossa guia foi a Jô.
Curiosidade da Hidroelétrica é que para levar a água para os geradores os dutos foram cavados na rocha.
Outra curiosidade é o cuidado que tiveram de arborizar, trazendo especie de outras regiões, um verdadeiro parque.

Dia 17
Data 17.02.20
Km do dia 133
Km Acum. 3.926
Deslocamento de Paulo Afonso para Canindé do São Francisco.
Hoje nos despedimos de Paulo Afonso que para nós foi uma ótima surpresa, cidade limpa, planejada e uma população super prestativa.
Como todos os mortais segunda feira é o dia da preguiça, tb para nós.
Saímos no meio da manhã do hotel e passando por um mercado geral não resistimos e paramos para dar uma olhada.
Visitar Mercado é uma das formas de conhecer os hábitos e cultura gastronômica de uma região.
Estudando as alternativas para fazer o roteiro planejado tivemos que realizar uma alteração devido não haver estradas que seguem ao lado do Rio São Francisco pelo Estado de Alagoas.
Portanto seguiremos pelo estado de Sergipe.
Resolvemos parar em Canindé do São Francisco(SE) para a noite irmos conhecer o centro histórico em Piranhas.

Dia 18
Data 18.02.20
Km do dia 197
Km Acum. 4.223
Deslocamento de Canindé do São Francisco (SE) para Pontal do Coruripe(AL)
Conforme estabelecido, estamos seguindo por Sergipe, e achamos que a opção foi acertada.
A estrada quando se afasta do Rio São Francisco podemos notar o quanto é difícil a vida sem água. Fazendas sem qualquer vegetação e o gado sendo tratado com silagem, açudes secos ou com muito pouca água.
Passamos por algumas cidades com comercio mas na maioria são vilarejos sem nada o que fazer.
Curiosidade do trecho:
Entrando na cidade Porto da Folha, logo chamou a atenção que todas as casas eram conjugadas, sem recuo, estreitas, com antenas parabólica, pintura vibrantes ou revestida de azulejo.
Passamos toda a cidade (praticamente uma unica rua) e do inicio ao fim a mesma coisa.
Lógico que não resistimos e na saída da cidade paramos para tomar uma água de Cocô, mandei a pergunta:
Porque todas as casas tem a mesma metragem de frente e não tem recuo?
A resposta foi:
No planejamento da cidade, foi definido os terrenos com frente de 5mts a 7mts de frente por 33mts a 35mts de profundidade.
Perguntei: mas com tantos anos ninguém compra a casa do vizinho para fazer uma casa maior.
Resposta: se vender não tem onde morar porque fora da rua central não tem nada.
Seguimos para Penedo fazendo a travessia por balsa.
Penedo tem um centro histórico onde demos uma passada rápida e seguimos para o Pontal do Cururipe.

Crédito de texto e imagens para Ricardo Di Grazzia

Mais detalhes em nossas Plataformas.
Site: www.motorhomenaestrada.com.br
Instagram: #motorhomenaestrada
Face: motorhomenaestrada